Origami Avançado

Introdução

Olá!

 

Bem-vindo ao Módulo Avançado do nosso Curso de Origami.

 

Bem-vindo ao Módulo Avançado do nosso Curso de Origami. No Módulo Básico aprendemos sobre a história do Origami, suas origens e os principais tipos de dobradura. Nesta nova etapa do curso vamos conhecer a importância dos diagramas e bases, nos surpreender com o uso da tesoura e da cola e também descobrir o que é origami arquitetônico!

 

Está pronto para começar?

Então vamos seguir para a primeira etapa do programa: a AULA TEÓRICA!

 

Nosso aprendizado e diversão começam agora!

 

Uma boa aula!

Professor Lingui

Aula Teórica

Nossa viagem pelo mundo das dobras continua...

 

No primeiro módulo deste curso você conheceu um pouco sobre a história do origami, alguns tipos de arte em dobradura como o Kusudama e o Block Folding e os materiais para iniciar esta linda atividade, não é mesmo? Nesta segunda etapa queremos que você conheça ainda mais sobre a história, as variações e as inovações da dobradura através dos tempos. Para isso vamos conhecer um pouco sobre diagramas, bases e o inédito uso da tesoura, cola e até mesmo do estilete na confecção de um origami. Impossível? Pois fique atento e surpreenda-se com as infinitas possibili-dades que esta arte apresenta! Então, o que estamos esperando para iniciar esta nova etapa do curso de origami?

 

Vamos lá!?

1

MAIS QUE UMA ARTE

Origami é uma representação visual definida primeiramente pela dobra central, aquela que dá início ao trabalho, também chamada de base.

Mas você sabia que a arte de dobrar papéis nem sempre foi chamada assim? Ela já foi chamada de "orisue", "orikata" e "orimono", antes de finalmente ficar conhecido como origami.


 

2

UMA HISTÓRIA MUITO ANTIGA...

Segundo alguns historiadores de origami, o papel foi introduzido ao Japão no século VI, trazido por monges budistas, e a dobradura foi trazida junto com ele.

Como ele era considerado um produto extremamente caro, o origami foi usado em diversos aspectos da vida japonesa, como por exemplo, em cerimônias religiosas. Por esse motivo, os japoneses da antiguidade sempre guardaram até os menores pedaços de papel para dobrar minúsculos origamis. Curiosidade: a palavra japonesa kami (papel) é a mesma utilizada para definir espírito ou o deus.

 

3

OS PRIMEIROS REGISTROS

Hoje em dia é possível encontrar muitos livros sobre o tema origami, mas a publicação mais antiga sobre esta arte apareceu em 1797, chamava-se “Senbazuru Orikata”. 

No mesmo ano foi escrito o "Chushingura Orikata", uma folha impressa que mostrava como dobrar uma série de figuras humanas. Outro famoso registro é o Kayaragusa, e data de 1850. Trata-se de uma coleção particular escrita à mão.

 

4

APENAS UMA FOLHA DE PAPEL

A idéia mais comum sobre o origami é que ele se resume a uma criação artística, feito a partir de uma folha quadrada de papel sem corte, colagem ou uso de ferramentas especiais.

Os artistas de hoje utilizam as mais variadas técnicas de dobradura, produzindo modelos que deixaria os antigos mestres maravilhados! Uma delas é a dobradura molhada, onde um papel feito sob medida é dobrado quando úmido, permitindo ao artis-ta criar lindas e delicadas formas em 3D.

 

5

ELES SÃO INCRÍVEIS!

Outra variação da arte de dobrar é o origami arquitetônico, com maior flexibilidade de formas e da técnica de confecção.

Diferente do tradicional, o papel não precisa ser quadrado e o auxílio de cortes e colagens promove um resultado surpreendente ao trabalho.

 

6

OS DIAGRAMAS

São muito importantes para os iniciantes da arte. Eles servem como um mapa, um guia para o origami.

No diagrama são representadas todas as seqüências a serem utilizadas, desde a pri-meira dobra, até a conclusão da dobradura.

 

7

BASES

É a dobra inicial do trabalho. Grande parte das formas conhecidas é desenvolvida a partir de uma mesma base. Se você pretende desenvolver novas formas de origami, seu trabalho se torna mais simples com a utilização delas.

E aí? Gostaram da aula de hoje?

 

Se ainda tiver alguma dúvida quanto às bases de seu origami, não esqueça de consultar o guia de símbolos e dobras. Acesse sempre que precisar.

 

Agora vamos à aula prática aprender mais uma linda dobradura!

 

Espero vocês lá!

Abraços,

Professor Lingui

Aula Prática

MARCADOR DE PÁGINA

Na aula teórica deste segundo módulo do curso de origami você viu mais sobre a história do origami, seu uso em cerimônias religiosas, descobriu que podemos usar também a cola e a tesoura na confecção das dobraduras e ainda aprendeu sobre a importância dos diagramas e bases! É hora de fazermos mais um trabalho juntos. Lembre-se que para obter sucesso neste tipo de atividade é preciso muita paciência e delicadeza na execução dos passos. Nas fotos a seguir está nossa sugestão de dobradura, a execução do trabalho como sempre fica por sua conta!

E então, vamos começar?

 

MATERIAL

Papel Chamequinho (da cor que você preferir)

Régua

Tesoura sem ponta

Lição de Casa

MÃOS À OBRA!

Você já aprendeu com a gente a história do origami, algumas variações desta arte (como o Kusudama e o Noshi), o material que é preciso ter para criar suas dobraduras e as principais dobras para fazer lindos trabalhos... Chegou a hora de por a mão na massa! Reúna todas as cores do papel Chamequinho e invente, crie, desenvolva! Use toda a sua habilidade e surpreenda-se com o resultado! E ao iniciar sua lição lembre-se, consulte o guia de símbolos e dobras sempre que precisar!

 

Passo a passo

 

PASSO 1


Vamos começar nosso trabalho recortando um quadrado de 10cm por 10cm.

 

PASSO 2


Dobre o quadrado ao meio conforme a foto.

 

PASSO 3


Dobre novamente as pontas conforme o indicado. O formato deve ser semelhante 
ao de um balão.

 

PASSO 4


Dobre as pontas para cima para 
formar as orelhas.

 

 

PASSO 5


Vire o papel e faça uma pequena dobra como esta para formar o focinho.

 

 

PASSO 6


Mais uma pequena dobra para formar o nariz.

 

 

PASSO 7


Agora é só desenhar o rosto do gatinho, como na figura acima.

 

 

NOSSA!! NÃO FICOU LINDO?!

 

 

Viram como o papel ganhou mais importância na sua rotina depois deste curso?

Mas como havia dito no módulo anterior, o segredo do origami está na paciência e atenção! Faça como os antigos japoneses, junte pequenos pedaços de papel, treine, dobre e principalmente, não tenha medo de errar! A prática vai fazer com que suas mãozinhas ganhem cada vez mais habilidade! Consulte sempre que precisar o guia de símbolos e dobras e saia criando novas formas! 

Guia de Simbolos e Dobras

GUIA DE SÍMBOLOS E DOBRAS

 

Aqui neste guia você encontra alguns símbolos e dobras utilizados na confecção de trabalhos em origami.

 

 

Dobra de Vale 
Representada por uma linha de travessões e uma flecha com ponta preta.

Dobra da Montanha 
Representada por uma linha de pontos e travessões. A flecha indicativa tem ponta branca e é dividida ao meio.

Vinco e Borda 
As bordas são representadas por uma linha preta sólida, e as linhas de vinco são mais claras ou mais estreitas.

Dobre e Descobre 
A seta indica que você deve fazer um vinco no local indicado.

Virar e Girar 
O número dentro das flechas indica quantos graus você deve girar o modelo.


Dobra Invertida Interna e Externa
Indica que você deve inverter a dobra de dentro para fora ou o inverso.

Dividir em Partes Iguais
O símbolo indica em quantas partes o papel deve ser dividido.